Saiba como se tornar um Advogado Empreendedor!

julho 27, 2020
advogado empreendedor

O advogado empreendedor tem uma enorme vantagem em relação aos demais advogados.

O empreendedorismo no Brasil tem crescido exponencialmente, superando países como a Alemanha, Espanha, Estados Unidos, França e Itália.

Em 2017, o Sebrae divulgou um estudo do Global Entrepreneurship Monitor (GEM Nacional) no qual apontava o Brasil em segundo no ranking do Empreendedorismo.

O Brasil tinha 36% da população adulta participando de atividades empreendedoras. Nessa estatística incluem-se as mais variadas profissões, dentre as quais, o advogado empreendedor.

Neste artigo vamos explicar como se tornar um advogado empreendedor e dar algumas dicas de sucesso.

Saiba preencher uma nota promissória corretamente!

Ser advogado empreendedor é permitido?

Primeiramente, a mercantilização dos serviços jurídicos é proibida pela OAB, é a preocupação na qual surge quando se fala em advogado empreendedor. Porém, essa relação é distorcida dos conceitos. Pois, o advogado não pode mercantilizar seu serviço, isso ameaça as possibilidades de inovação e estratégias de marketing dos profissionais jurídicos. Portanto, é preciso entender o empreendedor não tem nada a ver com mercantilização.

Pois, é o mesmo que tratar os serviços jurídicos como produto, com promoções oferecendo descontos ou vantagens financeiras, por exemplo. Ser um advogado empreendedor não é isso, ele não só é permitido como é possível e necessário. Mas também, já é uma realidade praticada por muitos profissionais. Ser empreendedor está relacionado à gestão do escritório de advocacia:

  • No investimento em estratégias de atendimento ao cliente;
  • Em produtos e serviços especialistas aos nichos específicos do Direito e em marketing.

Porém, dentro de um contexto permitido pelo código de ética da OAB. São muitas as possibilidades ao advogado empreendedor, por exemplo:

  • Investir em escritórios arrojados;
  • Criação de produtos jurídicos de relevância a públicos específicos;
  • Prestar consultoria especializada em determinada(s) área(s) do direito;
  • Oferecer diferenciais em serviços, dentre outras.

Ser empreendedor surgiu em alternativa à crise financeira mais recente no Brasil, a atitude de empreender apareceu diante a falta de empregos. Porém, algumas profissões, como é o caso do advogado, tornar-se empreendedor é uma oportunidade aos profissionais diversifiquem suas atuações e negócios. Assim, consequentemente, ampliarem suas fontes de renda e terem mais sucesso profissional.

Quais as características e habilidades do advogado empreendedor?

O advogado empreendedor deve ter a mentalidade empreendedora, permitindo selecionar as oportunidades coerentes. Dessa forma, com as escolhas na qual ele realizará no sentido de empreender em seu negócio profissional. Não basta, por exemplo, apenas seus conhecimentos nos ramos do Direito, é preciso buscar conhecimentos administrativos. Portanto, deve-se conhecer gestão empreendedora, a fim de alinhar sua atuação e tornar-se um advogado empreendedor. E ainda assim, se familiarizar e conhecer bem o perfil do público no qual consome seus serviços

Dessa forma, conhecer as necessidades desse público e saber satisfazê-las de forma eficiente e se possível inovadora, diferente do convencional. O advogado empreendedor também precisa ser criterioso, ousado e se dispor a estudar muito para ser especialista onde se propuser a fazer e inovar. Portanto, vai alavancar o número de clientes, sendo valorizado com bons honorários, sendo conhecido no meio jurídico, sendo autoridade na especialidade. Tudo isso, consequentemente, fará o advogado ter sucesso em seu empreendimento no ramo da advocacia, com boa renda e qualidade de vida.

advogado empreendedor

Dicas para se tornar um advogado empreendedor

Aqui vão algumas dicas para quem deseja tornar-se advogado empreendedor:

Tenha o empreendedorismo em mente

O ideal seria o estudante de Direito já tivesse desde o início do curso uma visão voltada ao empreendedorismo. Porém, é um tema relativamente novo para a área, a qualquer tempo é possível o advogado começar a pensar em sua atuação de forma empreendedora. Essa forma de pensar levará a buscar formas éticas de empreender na advocacia e obter êxito como advogado empreendedor.

Invista em capacitação e conhecimentos sobre empreendedorismo

A profissão do advogado exige se estudar muito e sempre, mas a fim de ter sucesso no empreendedorismo, além do constante investimento em capacitação. Sempre se atualizando nas áreas do Direito, é necessário também se atualizar em conhecimentos de gestão e empreendedorismo. Manter-se atualizado e engajado com o mercado é essencial a fim de se obter sucesso nas estratégias e ações empreendedoras no exercício da advocacia.

Foque em um projeto único e invista nele

O Direito é uma área na qual possibilita um leque muito amplo de atuação do advogado. Tentar ser suficientemente bom em todas, tornar-se advogado generalista, é praticamente impossível. Por isso, criar um projeto onde uma ou mais áreas da advocacia sejam envolvidas e focar nesse nicho pode ser o grande diferencial do advogado empreendedor. Ter um nicho consolida o advogado empreendedor como autoridade, especialista em determinada área, ou em algumas correlatas.

Crie estratégias para atender melhor o seu público e gere oportunidades

Ao se tornar especialista em um ramo do Direito você passa a conhecer e a conviver de perto com as necessidades de um público específico. Dessa forma, consumindo a assistência jurídica nesse segmento. Esteja atento a fim de entender cada vez mais essas necessidades e identificar oportunidades de se empreender. Dessa forma, as oportunidades de ofertar serviços e soluções para as principais dores desse público específico.

Tenha um planejamento e controle financeiro

Isso mesmo, se você escolheu fazer Direito para fugir da Matemática, não é bem por aí. Pois, o planejamento e o controle financeiro é algo essencial para a sobrevivência de qualquer negócio. O escritório de advocacia é o seu negócio e você terá que dispor dessas ferramentas essenciais de uma boa gestão empreendedora. O advogado empreendedor precisa ter conhecimento sobre:

  • Custos;
  • Fluxo de caixa;
  • Fazer provisionamento;
  • Identificar a necessidade de medidas a fim de prospectar clientes ou adequar preços e honorários de seus serviços;
  • Dentre outras questões financeiras onde envolvam a gestão do seu escritório e de sua atividade profissional.

Hoje há muitas ferramentas nas quais facilitam esses controles, a começar por modelos de planilhas do Excel. Porém, pode ter softwares de gestão nos quais podem ser criados especificamente ao seu escritório na medida em que ele for crescendo. Portanto, se necessário invista em cursos rápidos a fim de fazer uma boa gestão financeira da sua advocacia empreendedora.

Foque em produtividade

Um dos principais pontos do empreendedorismo é aumentar a produtividade utilizando cada vez menos recursos. O sucesso do empreendimento depende da identificação de oportunidades e estratégias. Dessa forma, os profissionais possam ganhar mais, trabalhando menos, ou o suficiente. Pois, é preciso ter dedicação de tempo determinada do trabalho, e esse trabalho deve ser cada vez mais produtivo e rentável ao sucesso do negócio. Seguindo essas dicas você terá sucesso sendo um advogado empreendedor. Por aqui você continuará encontrando artigos nos quais podem auxiliar na sua atuação profissional. Seguimos juntos com os temas mais relevantes da advocacia moderna.

Quais são as prerrogativas do advogado? Descubra agora!

sobre o autor

conteúdos relacionados

Saiba fazer um bom Marketing Jurídico!

Saiba fazer um bom Marketing Jurídico!

A internet mudou a forma de se fazer negócios no Brasil e no mundo e essas mudanças chegaram também à advocacia com o marketing jurídico. Neste artigo vou te explicar o que é o Marketing Jurídico, quais os tipos, as vantagens, as limitações legais e como fazer um bom marketing. Sendo assim, vamos...

Teve a CNH suspensa? Saiba como resolver!

Teve a CNH suspensa? Saiba como resolver!

Ao cometer infrações no trânsito, o motorista fica sujeito às diversas penalidades previstas na legislação, podendo ter a CNH suspensa. Dentre elas, o pagamento de multa, perda de pontos na carteira de habilitação. Porém, nas recorrências ou situações mais graves, pode até ter o seu direito de...

Veja como contar o prazo processual da forma correta!

Veja como contar o prazo processual da forma correta!

Primeiramente, as mudanças recentes na legislação brasileira trouxeram importantes alterações na maneira de calcular o prazo processual. Veja neste artigo como ficou a contagem do prazo processual de processos civis, na Justiça do Trabalho e nos Juizados Especiais. Saiba como administrar seu...

deixe seu comentário