Saiba fazer um bom Marketing Jurídico!

agosto 04, 2020
marketing jurídico

A internet mudou a forma de se fazer negócios no Brasil e no mundo e essas mudanças chegaram também à advocacia com o marketing jurídico.

Neste artigo vou te explicar o que é o Marketing Jurídico, quais os tipos, as vantagens, as limitações legais e como fazer um bom marketing.

Sendo assim, vamos dar várias dicas de estratégias nas quais podem te ajudar a construir uma boa imagem.

Teve a CNH suspensa? Saiba como resolver!

O que é Marketing Jurídico?

O marketing jurídico é uma técnica utilizada de modo a fortalecer a imagem de advogados e de empresas de advocacia. Contudo, deve-se sempre respeitar as limitações do Código de Ética e Disciplina da OAB. O método é usado principalmente nos meios digitais visando destacar os diferenciais competitivos de um profissional ou de um escritório. Portanto, o marketing jurídico consegue estar na frente à concorrência e consequentemente atrair e consolidar uma clientela. Mas, obter resultados do marketing jurídico também requer planejamento e estratégias pautadas e alinhadas aos objetivos do escritório de advocacia.

Tipos de Marketing Jurídico

O Marketing Jurídico pode ser dividido hoje em dois tipos, nos quais vamos explicar a seguir. Um deles é o marketing jurídico digital, trata-se da forma de promover o escritório nos principais canais da web e nas redes sociais. Portanto, neste método, poderá ser feito em algum site e perfis nos canais e redes sociais. Já o marketing jurídico de conteúdo, é a construção de conteúdos a fim de alimentar um público-alvo com informações de interesse. Portanto, é feito através de artigos, e-books, livros, podcasts, vídeos e todas as formas de levar conteúdo a um determinado público.

marketing jurídico

Quais as vantagens?

Primeiramente, o marketing jurídico pode trazer inúmeras vantagens ao advogado. Pois, quanto mais se investe em estratégias de marketing mais se expande o alcance do escritório. Veja as principais vantagens nos próximos tópicos. Uma das grandes vantagens é ampliar e melhorar os seus negócios. Pois, através das mídias sociais os potenciais clientes podem conhecer muito mais sobre um profissional e seu escritório de advocacia. Dessa forma, tornando o acesso e a atração de clientes um processo natural a partir do ambiente digital. Outra coisa, é a melhora da forma de se relacionar com os clientes, mantendo um bom relacionamento com os clientes é a melhor forma de fidelizar. Pois, as ações de marketing jurídico são focadas em aproximar a marca do escritório ao público de interesse.

Portanto, transforma os clientes em admiradores do trabalho do advogado ou de um grupo de advogados. Alcançar de metas e objetivos, como em qualquer negócio ou profissão, requer um planejamento com objetivos e metas claras. Portanto, o marketing jurídico contribui de modo a acelerar o alcance das metas de crescimento. Ao fazer o marketing jurídico é criado um diferencial de competitividade. Pois, o público prefere confiar no seu trabalho a se aventurar na contratação de outro advogado. Quanto mais você trabalha estrategicamente a sua imagem e a do seu escritório, melhor é a sua reputação entre os clientes e concorrentes.

Limitações legais

A OAB regularizou a prática do marketing jurídico com um conjunto de regras a fim de limitar a divulgação de serviços jurídicos. Sendo assim, visa preservar a dignidade da advocacia e evitar que abusos em propaganda coloquem em risco a credibilidade da profissão. Sendo assim, existem limitações nas quais deve-se respeitar no marketing jurídico, não se deve fazer:

  • Fazer anúncios em rádio ou televisão;
  • Promover serviços de advocacia em eventos não relacionados à área jurídica;
  • Usar as expressões comuns de propagandas comerciais;
  • Divulgar preços de serviços;
  • Oferecer serviços gratuitos no site;
  • Usar fotos dos prédios dos tribunais nos materiais de divulgação.

Como fazer um bom Marketing Jurídico

Agora, vamos trazer alguns passos fundamentais a fim de obter um bom marketing jurídico. Primeiramente, defina as metas do plano de marketing, pois isso é fundamental. Portanto, reserve um momento a fim de traçar os objetivos do marketing jurídico antes de partir a ação. Pense em metas desafiantes, mas possíveis, mapeie esses números estabelecendo as metas financeiras e de crescimento do seu gabinete. Definir o público, por mais amplo que seja, é importante tentar criar um nicho, ou nichos da estratégia de marketing. Sendo assim, quanto mais específico um público mais fácil é estruturar a estratégia ideal para alcançá-lo. Com uma análise detalhada é possível traçar o perfil das pessoas nas quais estão mais propensas a fechar negócio.

Por exemplo, dos clientes nos quais você já tem, basta aplicar o marketing jurídico com foco nesse público. Sendo assim, escolher os canais certos, onde o público-alvo se localiza, é fundamental a fim de ter sucesso. Ter um site bem estruturado, é como se fosse o seu escritório na internet. Portanto, ter um blog a fim de compartilhar conteúdos de interesse do seu público e ter um perfil nas principais redes sociais, tudo isso é muito importante. Mapear suas ações após ter traçado seus objetivos e metas do plano de marketing, analise e conheça o seu público.

Portanto, após saber onde ele está, é preciso pensar nas atividades e ações sazonais e rotineiras nas quais precisam ser implementadas. Dessa forma, podendo chegar nos resultados nos quais sempre desejou. Após isso, é preciso definir responsabilidades e fixar prazos de execução de tarefas específicas e constantes. Portanto, defina os passos de modo a atingir os objetivos do seu escritório profissional.

Dicas

A nossa dica de uma boa estratégia de Marketing Jurídico é investir no marketing jurídico de conteúdo e utilizar os mecanismos digitais para distribuir o conteúdo. O marketing de conteúdo vem sendo uma excelente estratégia nos mais diversos segmentos. Mas, na advocacia ele tem uma relevância muito grande, pois o público-alvo precisa de informação, de conhecimentos sobre as leis e os trâmites de seus direitos. O gabinete onde consegue informar e atrair pessoas interessadas em seus conteúdos, criando autoridade e conquistando uma audiência fiel. Dessa forma, o público passa a ter confiança no seu trabalho e se tornam até divulgadores, compartilhando seus conteúdos e sendo referência em sua área. Sendo assim, invista nessas dicas:

  • Procure disponibilizar conteúdos respondendo dúvidas reais do público-alvo;
  • Procure grupos e comunidades nas redes a fim de fazer a divulgação dos conteúdos;
  • Compartilhe estudos de casos a fim do público veja como pode resolver os problemas apresentados;
  • Saiba utilizar as técnicas de SEO nos seus conteúdos, fazendo ele aparecer nas primeiras páginas nos dispositivos de buscas na web como o Google;
  • Não se esqueça do relacionamento, tire os momentos para responder comentários e mensagens privadas;
  • Conheça a dinâmica de cada rede social, dessa forma, produzindo os conteúdos de forma específica às características de cada uma.

Dessa forma, desfrute dos resultados, porque ao investir em marketing jurídico é o caminho para ter sucesso. Gostou desse conteúdo? Portanto, continue acompanhando nosso site! Por aqui compartilhamos o máximo de informações de modo a contribuir com o seu sucesso no exercício da advocacia.

Veja como contar o prazo processual da forma correta!

sobre o autor

conteúdos relacionados

Menor Infrator possui direitos?

Menor Infrator possui direitos?

O menor infrator no Brasil tem direitos, contudo, a forma de tratar os crimes por eles cometidos se difere dos maiores de 18 anos. Sendo assim, continue com a leitura a fim de saber todas as informações relacionadas aos direitos do menor infrator. Boa leitura! Direito de Arrependimento: Como...

Direito de Arrependimento: Como funciona esse recurso?

Direito de Arrependimento: Como funciona esse recurso?

Primeiramente, caso faça alguma compra e se arrependa dela, poderá utilizar do direito de arrependimento presente no código de defesa do consumidor. Portanto, se alguém comprar qualquer produto ou serviço sem ver e sem pensar direito e se arrepender, pode cancelar a compra sem prejuízos Sendo...

Ação de devolução de depósito bancário de caução!

Ação de devolução de depósito bancário de caução!

Você chegou até este artigo certamente porque quer saber sobre a ação de devolução de depósito bancário. Contudo, antes de tudo, essa ação visa dar solução aos locatários quando locadores de imóveis não efetuam a devolução de valor do depósito bancário. Sendo assim, quando é realizada a...

deixe seu comentário