Publicidade

Empréstimo consignado não solicitado: Resolva AGORA!

agosto 02, 2021
empréstimo consignado não solicitado

O empréstimo consignado não solicitado pode ser um grande pesadelo, mas é possível resolver de forma amigável, descubra aqui como fazer isso!

As pessoas que acabam caindo nessa fraude recebem um desconto das parcelas de um serviço nunca contratado.

Segundo a Revista Veja, as reclamações sobre créditos consignados feitos sem solicitação aumentaram 266% no último ano.

Publicidade

Saltando de 649 no primeiro quadrimestre de 2020 para 2.374 no mesmo período em 2021, de acordo com um levantamento do Reclame Aqui baseado em 450 empresas.

É muito importante saber como isso acontece e como resolver sem ter dor de cabeça o mais rápido possível.

Assim você evita ter esses descontos de um empréstimo consignado não solicitado no seu pagamento, confira tudo aqui.

Empréstimo consignado não solicitado: Como acontece esse golpe?

O empréstimo consignado não solicitado é um golpe feito pelos criminosos que conseguem seus dados e até assinaturas das seguintes formas:

  • Roubo de dados pela internet
  • Contratos em branco
  • Assinatura falsificada
  • Se passando por uma instituição financeira
  • Telefone
  • Fraude nas operações digitais.

O roubo de dados pela internet é uma prática muito comum, os criminosos atuam coletando os dados das pessoas.

Apesar de toda a segurança digital envolvida, os invasores ainda conseguem obter os dados e fazer transações em nome das vítimas.

Os contratos em branco também ocorrem muito com os idosos e pessoas com baixa escolaridade.

Os golpistas atuam abordando e fazendo as vítimas assinarem diversos contratos em branco, além de um contrato da instituição financeira.

Tendo essas informações em mãos, eles conseguem monitorar a margem do aposentado e quando existe disponibilidade, realizam a operação com os contratos.

Os criminosos mais ousados sequer têm o trabalho de pegar uma assinatura verdadeira, eles falsificam a assinatura da vítima.

E muitas vezes, realizam essas operações no nome das vítimas utilizando meios digitais, sem qualquer tipo de assinatura, solicitando o crédito pelas seguintes formas:

  • Ligações
  • Caixas eletrônicos
  • Aplicativos e sites disponibilizados pelas instituições financeiras.

Agora você sabe como os mal-intencionados pegam os seus dados, agora é necessário entender o funcionamento desse crédito.

Trata-se de uma concessão de crédito destinada ao aposentado ou servidor público, com pagamento mediante desconto de parcelas diretamente do seu benefício ou salário.

Também pode ser requisitado pelos trabalhadores privados, nesse caso as empresas empregadoras devem ter convênio com a instituição financeira

Esse tipo de transação é bastante comum, ela oferece algumas vantagens pelo fato de ter a garantia do pagamento, dentre as principais vantagens estão:

  • Menor taxa de juros
  • Facilidade de acesso pela baixa formalidade
  • Menos burocracias.

Os beneficiados podem pagar até 35% do valor de seu benefício, sendo 5% específico para aquisição de cartão de crédito.

O solicitante tendo margem, tem o crédito liberado rapidamente, fazendo isso ser um alvo fácil dos bandidos.

Essa baixa formalidade e eliminação de burocracias é uma porta aberta para a ocorrência de fraudes.

A maioria das abordagens dos golpistas são feitas por telefone, fingindo ser algum agente do INSS ou funcionários dos bancos, extraindo o máximo de informações.

Os clientes nem desconfiam que se trata de um golpe e só vão tomar ciência quando aparece o desconto no pagamento.

Os idosos aposentados são as vítimas mais vulneráveis desta prática, trata-se do alvo mais desejado pelos golpistas.

As pessoas que estão com pedidos de benefício previdenciário em andamento, antes mesmo de terem a concessão, recebem ligações de “instituições financeiras” falsas.

Essa é a forma mais comum, os golpistas oferecem a disponibilização de créditos e solicitam as suas informações.

Esses contatos ocorrem insistentemente com muita pressão, solicitando dados pessoais de forma abusiva e algumas pessoas acabam caindo no golpe e dando os dados.

O processo de liberação é bastante desburocratizado, fazendo o benefício ser concedido rapidamente.

Conheça as medidas do MPT para Teletrabalhos!

Como saber se você caiu nessa fraude?

Para descobrir se você sofreu um golpe, siga os seguintes passos:

  1. Esteja atento aos descontos do seu pagamento
  2. Confira o seu extrato bancário
  3. Se solicitou esse serviço, analise seu extrato e confira se houve diferenças.

Assim estará cuidando melhor das suas finanças e poderá identificar alguma movimentação anormal ou suspeita em sua conta, como um crédito desconhecido.

Caso tenha esse crédito, mantenha-se atento ao extrato de débito das parcelas e verifique se um novo contrato foi lançado.

Verificando mês a mês, qualquer ocorrência nova será identificada e poderá tomar as medidas para cancelar sem ter muitas parcelas e muito prejuízo acumulado.

No caso de identificar esse golpe, entre em contato com a instituição da cobrança e informe a fraude, durante a ligação anote:

  • Data e a hora do atendimento
  • Nome do atendente
  • Número do protocolo.

Ainda que se espere resolver tudo de forma amigável, é importante considerar a possibilidade de procurar a polícia e fazer um boletim de ocorrência.

Podendo registrar uma reclamação na ouvidoria da instituição financeira e do Banco Central.

Dessa forma, você vai se precaver e pode buscar seus direitos rapidamente, se o banco recusar a resolver de forma consensual.

Na plataforma Consumidor.gov.br, ferramenta disponibilizada pela Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça, é possível realizar o procedimento da fraude.

Esses casos podem ter consequências graves, levando a vítima a ter o nome negativado devido à falta de pagamento.

Após fazer a reclamação, você vai:

  • Cancelar a operação
  • Restituir valores pagos indevidamente
  • Limpar seu nome
  • Restituir seu score
  • Até mesmo indenizar pelo transtorno.

Caso a solução não tenha sido amigável, será preciso ir à Justiça, solicitando até mesmo uma reparação por danos morais sofridos.

O ordenamento jurídico brasileiro estabelece formas de coibir abusos praticados em descumprimento de ordem.

A reparação de valores envolve também a indenização pelos transtornos gerados ao consumidor.

O Código de Defesa do Consumidor brasileiro determina a devolução em dobro dos valores cobrados indevidamente de consumidores.

Para ter esse direito, é necessário ter um histórico da fraude e provas dos descontos, da má fé da instituição financeira e do dano efetivamente sofrido.

Você pode buscar a Justiça de duas formas:

  • Contratando um advogado especialista para analisar, orientar e acompanhar seu caso
  • Procurar a Defensoria Pública e solicitar assistência e orientação jurídica gratuita.

Agora, você sabe que para evitar cair em golpes de empréstimo consignado não solicitado, você deve sempre desconfiar de atendimentos telefônicos e não fornecer seus dados.

Caso seja tarde demais, será preciso informar ao banco sobre a fraude, realizando todos os procedimentos ou entrar na justiça em caso de má fé da instituição.

Publicidade

Compartilhe nosso post e informe mais pessoas sobre esse assunto tão importante e que tem causado tanto prejuízo a muitos consumidores.

Venha fazer parte do Advoga como um Advogado Online!

Veja mais artigos sobre esse assunto no nosso blog!

Encontre advogados perto de você!

Descreva seu problema para nossos profissionais e você será contatado pelo WhatsApp em poucas horas!

* O envio do seu problema é gratuito, porém os honorários oficiais poderão ser cobrados pelo profissional jurídico.

sobre o autor

conteúdos relacionados

Ligações de Cobranças Indevidas! Como resolver?

Ligações de Cobranças Indevidas! Como resolver?

Se as ligações de cobranças indevidas ultrapassarem os limites legais, é necessário que o consumidor acione seus direitos. Antes de qualquer coisa é preciso frisar que o Credor de uma dívida tem todo o direito de cobrar o devedor. Porém, existem limites legais para que a cobrança seja realizada. O...

Como escolher um bom Advogado para o meu problema?

Como escolher um bom Advogado para o meu problema?

Uma das preocupações que temos na hora de solucionar um problema jurídico diz respeito a como escolher um bom advogado. A confiança nessa relação é algo imprescindível antes da contratação. Neste artigo eu vou te dar as dicas de como escolher um bom advogado para o seu caso. Como escolher um bom...

Advogado à distância! Como posso ser atendido?

Advogado à distância! Como posso ser atendido?

Em tempos de vida digital, os atendimentos por meio de advogado à distância se tornam cada vez mais comuns. Neste artigo vamos te mostrar como é possível contar com o atendimento online pelo Advoga. Confira abaixo todas as facilidades da função de advogado a distância. Advogado à distância: Como...

deixe seu comentário